domingo, 13 de junho de 2010

Porque hoje acordei assim




--------------------------------------------------------------------------------

Há palavras que nos beijam
Como se tivessem boca,
Palavras de amor, de esperança,
De imenso amor, de esperança louca.

Palavras nuas que beijas
Quando a noite perde o rosto,
Palavras que se recusam
Aos muros do teu desgosto.

De repente coloridas
Entre palavras sem cor,
Esperadas, inesperadas
Como a poesia ou o amor.

(O nome de quem se ama
Letra a letra revelado
No mármore distraído,
No papel abandonado)

Palavras que nos transportam
Aonde a noite é mais forte,
Ao silêncio dos amantes
Abraçados contra a morte.

Alexandre O'Neill


Não sei porque acordei assim, terá tido algo a ver com o deitar-me às 5 da manhã, estará relacionado com o sentido que dás à minha vida, terá a ver com o facto de me sentir realmente feliz, terá a ver com imensas coisas( e tu sempre no meio delas), o que interessa é que acordei assim e entre as palavras de Alexandre O'Neill e a música de Bob Marley voltou a tua imagem e enquanto ela não se materializa ficam aqui as palavras que provavelmente te direi.

4 comentários:

Maria João disse...

:) Que lindo. É bom acordar com essa disposição!

justme disse...

Pois é Maria João, já nem me lembrava deste feeling. :)
Espero que esteja tudo bem com vocês.
Bjs.

Angel in the dark disse...

Que bom é sentires-te assim!...
Fico contente!

Um beijinho :)
Angel

justme disse...

De facto, é óptimo. Nem é redescobrir, é descobrir mesmo, este sentimento maravilhoso de nos fazerem sentir mulheres e únicas.
beijinho.
:)